header-area-background-wrapper
Menu
site-banner
center-left-menu

Como funciona?

1 min de video
center-right-menu

A Cidade do Panamá lidera a Região no Inquérito às Empresas do Banco Mundial

17 December 2014
A capital do Panamá atingiu o primeiro lugar na classificação « Doing Business » do Banco Mundial para a América Central e República Dominicana, enquanto o centro de transportes de Choluteca, nas Honduras, foi último entre as 32 cidades e portos.
 
Impulsionada pelo crescimento económico mais rápido da América Latina e por procedimentos eficazes para tratar da burocracia, a Cidade do Panamá superou as suas vizinhas na facilidade de criação de uma nova empresa e classificou-se perto do topo no registo de propriedades, de acordo com o relatório publicado hoje na Cidade da Guatemala. « Não há nenhuma cidade que tenha ganho boa pontuação em todos os indicadores », disse Oscar Calvo-Gonzalez, diretor do programa da do Banco Mundial para a América Central. « Todas estas cidades ficam para trás num dos indicadores. »
 
São José da Costa Rica e a Cidade da Guatemala ficaram em segundo e terceiro lugar, respetivamente, no relatório. São José liderou na facilidade de registo de propriedades, uma categoria em que Leon, na Nicarágua, foi a última. Leon liderou a lista em termos de facilidade de obtenção de uma licença de construção. O Banco Mundial, com sede em Washington, exortou os países a implementarem mais sistemas online para melhorar a eficiência e reduzir a burocracia na solicitação de licenças de construção. A recuperação dos EUA está a ajudar a economia da América Central e da República Dominicana a expandir-se cerca de 3% este ano, mais rapidamente do que a previsão de 1,3% para a América Latina e Caraíbas, afirmou o Fundo Monetário Internacional num relatório de outubro O crescimento tem sido abrandado por um surto da doença da ferrugem do café na região, disse o FMI.
 
www.bloomberg.com

Suscreva a nossa newsletter

Partilhe esta noticia no: